DIA DO BETÃO 2019

Betão e a sustentabilidade da construção

Batalha, 30 Maio 2019

Como o betão contribui para a sustentabilidade da construção

O betão é o material de construção mais utilizado no planeta. Isto não acontece por acaso. É o material mais utilizado porque é sustentável. É um produto fabricado e fornecido localmente, a partir de materiais da região. Isto promove as economias locais. Em conjunto com o aço permite obter um material composto (betão armado) com vantagens económicas face a outras soluções, como a madeira e o aço estrutural. Absorve dióxido de carbono do ambiente e é totalmente reciclável, contributos importantes para reduzir a nossa pegada ecológica. O betão também desempenha um papel na eficiência energética. A elevada inércia térmica permite melhorar o conforto térmico dos edifícios, o que reduz o consumo de energia. Já há exemplos de edifícios com um balanço energético positivo, onde é produzida mais energia do que a consumida em todo o seu ciclo de vida.

Estes são alguns dos pontos fortes do betão que motivaram a escolha da sustentabilidade para tema do Dia do Betão 2019.

Paulo Batista Santos, Presidente da Câmara Municipal da Batalha, deu as boas-vindas aos 190 participantes no evento. Reconheceu a importância do setor do betão pronto para a economia nacional e do betão como material de construção.

«Se o mosteiro da Batalha fosse construído hoje de certeza seria de betão» afirmou Paulo Batista Santos.

O Presidente da APEB João Pragosa abordou os projetos em curso na APEB, os desafios do setor e os objetivos da Associação. Disse que «foram os produtores de betão que fundaram a Associação, somos nós que a gerimos e ela existe única e exclusivamente para acrescentar valor ao nosso produto por via da investigação, do desenvolvimento e da coesão e interesses comuns dos associados». Acrescentou ainda que «pretendemos acrescentar permanentemente valor aos nossos produtos e gerar cada vez mais e melhor emprego e mais riqueza» e que, para isso, «temos que manter o nosso foco sintonizado no futuro e antecipar as possíveis evoluções no que concerne ao betão».

O programa do Dia do Betão 2019 foi diferente. O objetivo foi dar mais espaço para o networking. Para o atingir, concentrámos a conferência na parte da manhã e terminámos com o almoço. 

Receção e registo dos participantes

Presidente da CM Batalha

Paulo Batista Santos

Presidente da APEB

João Pragosa

Secretário de Estado

Alberto Souto de Miranda

Diretor Executivo da APEB

João Duarte

Francesco Biasioli

Secretário Geral da ERMCO

Plateia

Carrilho da Graça Arquitetos

João Luís Carrilho da Graça

Exposição interior

IST

António Aguiar Costa

Exposição exterior

APICER

Sílvia Machado

NETWORKING

Exposição exterior

previous arrow
next arrow
Slider

Francesco Biasioli, Secretário Geral da ERMCO, iniciou as intervenções técnicas. Abordou as questões que fazem do betão armado a opção cada vez mais acertada como material estrutural. Não só é mais económico que as soluções equivalentes em madeira ou aço estrutural como também é amigo do ambiente. Absorve uma quantidade significativa do dióxido de carbono atmosférico e é totalmente reciclável. Referiu ainda que o efeito é maximizado à medida que se aumenta a classe de resistência do betão. Isto porque, ao projetar com betões de elevado desempenho, tanto as secções do betão como as do aço são minoradas. Como resultados temos uma economia no consumo de materiais, principalmente o aço, e uma menor quantidade de CO2 imbuído na estrutura.

O arquiteto João Luís Carrilho da Graça apresentou em detalhe duas obras da sua autoria em que o betão tem grande destaque: o Pavilhão do Conhecimento dos Mares, que foi construído para a Expo 98 e executado em betão branco, e o Terminal de Cruzeiros de Lisboa, inaugurado em 2018, executado em betão branco leve fabricado com granulado de cortiça. Referiu os desafios enfrentados, assim como as soluções inovadoras que foram desenvolvidas, como foi o caso do betão branco de baixa densidade com a incorporação de granulado de cortiça que foi utilizado no Terminal de Cruzeiros de Lisboa.

António Augusto Aguiar, professor do Instituto Superior Técnico e presidente da comissão técnica de normalização do BIM, falou sobre a digitalização da construção, nomeadamente o Building Information Moduling (BIM). Referiu os ganhos financeiros que podem advir da utilização deste tipo de instrumentos informáticos. Abordou a importância da normalização das bases de dados e, a terminar, mostrou o caminho que as empresas de betão pronto têm de percorrer para não ficarem de fora.

Sílvia Machado, da APICER, abordou a temática da sílica cristalina respirável (SCR). Referiu o limite de exposição estabelecido na Diretiva Agentes Cancerígenos e Mutagénicos que vai vigorar em Portugal a partir de 2020. Referiu ainda o guia de boas práticas da NEPSI e indicou as medidas de prevenção que empresas de betão pronto podem adotar para proteger a saúde dos trabalhadores.

A conferência terminou com Alberto Souto de Miranda, Secretário de Estado Adjunto e das Comunicações. No seu discurso referiu que as «obras públicas dependeram sempre muito do betão: nas vias de comunicação, estradas e pontes, edifícios da administração central e local, hospitais, aeroportos ou nos estádios». Disse também que «algum betão continua a fazer falta nas nossas cidades e há seguramente betão virtuoso: as escolas, os novos hospitais necessários, aquela ligação à autoestrada que ficou por fazer, a reabilitação urbana».

Tal como nas edições anteriores, o Dia do Betão 2019 contou ainda com um espaço para exposição das empresas. A vertente exterior teve mais adesão. A BETOPARTS, que em 2018 tinha exposto um equipamento (auto-bomba), apostou mais forte e mostrou uma auto-bomba de 42 metros de lança e um camião betoneira de 4 eixos. O GRUPOS JUSTO e a GALIUS também aderiram e apresentaram outros dois camiões betoneira, ambos de 4 eixos. Na exposição interior, as empresas que este ano apostaram foram: BETOPARTS, CIMPOR, CHRYSO, EUROMODAL, GRUPO JUSTO, LUSOMAPEI, SIFUCEL, SIKA e UNIBETÃO.

«Estamos muito satisfeitos com o Dia do Betão. Arriscámos um novo formato e deu resultado. O Dia do Betão ganha dimensão e reconhecimento a cada edição» afirmou João Duarte, Diretor Executivo da APEB.

Betão e arquitetura

João Luís Carrilho da Graça
(Carrilho da Graça Arquitetos)

 

Sílica cristalina respirável

Sílvia Machado (APICER)