DIA DO BETÃO 2017

O setor do betão pronto está a animar

Lisboa, 1 junho 2017

"O Dia do Betão foi novamente bem aceite por todos. Tivemos mais de 150 participantes."

disse João Duarte no fim do segundo Dia do Betão em Portugal, a 1 de junho em Lisboa.

O evento foi organizado com três objetivos:

Primeiro: estimular a indústria

António Saraiva, presidente da CIP - Confederação Empresarial de Portugal - abriu o evento. Na sua intervenção  felicitou a APEB  "pelo trabalho que tem vindo a desenvolver em prol das empresas do setor da indústria do betão pronto". “A agenda deste Dia do Betão mostra bem que a APEB permanece atenta aos grandes desafios do setor, desde a sustentabilidade ambiental à regeneração urbana.”

Reconheceu as dificuldades que o setor atravessou desde 2007, assim como a resiliência da APEB e a capacidade de sobrevivência das empresas de betão.  “A estrutura empresarial está agora adequada às necessidades do país e as empresas que resistiram estão apetrechadas com capacidades que lhes permitirão aproveitar as oportunidades que agora se abrem, com boas perspetivas de um relançamento económico mais forte e, sobretudo, mais sustentado.a iniciativa da APEB e fez um enquadramento do setor do betão pronto no tecido empresarial português."

Na sua opinião, os números das contas do estado relativas ao primeiro trimestre de 2017 são animadores e "dão-nos, sem dúvida, motivos para reforçar a nossa confiança no futuro."

O presidente da APEB, João Pragosa, destacou a importância da APEB para toda a indústria do betão pronto e referiu que a ação institucional da APEB só é possível com a apoio e a participação das empresas. “Temos alguns desafios prementes (…), como é o caso da necessidade absoluta de alteração das regras dos transportes de betão pronto."

A legislação nacional e europeia precisa de ser ajustada tendo em conta a especificidade do setor. O aumento do peso máximo dos veículos de transporte do betão pronto é um dos exemplos. Permitirá obter "ganhos significativos em sede de consumos de combustíveis fósseis e tornar o betão pronto mais concorrencial. Não se trata de algo impossível, tanto mais, que a Áustria já o conseguiu."  Outro exemplo é a legislação dos tempos de condução.  "(...) fabricamos e transportamos um produto perecível, e como tal, esta situação deverá ser tomada em consideração pelas entidades competentes (...)."

Segundo: contribuir com conhecimento

As comunicações foram diversificadas e enriquecedoras. Sustentabilidade, normalização, reabilitação e regeneração urbana, segurança e saúde no trabalho, liderança e legislação. O programa do evento mostra que a APEB está atenta aos desenvolvimentos que afetam o setor. 

Terceiro: promover o contacto entre profissionais

O conceito para o Dia do Betão integra um espaço para apresentação das empresas. Este ano apostaram neste espaço a Lenobetão, a Buss Comunicação, a BASF, a Euromodal, a Sika, a Testing, a Medilabor, e a Go4. O almoço foi também um contributo essencial para atingir este objetivo.

Dia do Betão 2017

João Pragosa (Presidente da APEB), António Lucas (Pragosa Betão) e António Saraiva (Presidente da CIP)

Presidente da CIP

António Saraiva

Presidente da APEB

João Pragosa

Chris Clear

Associação Britânica da Indústria do Betão Pronto

APEB

João Duarte

JCP+CM

Jorge Cruz Pinto

Networking
Alexandre Pereira (Tecnovia) e Aníbal Ferreira (Betão Liz)

Go4

Micaela Ramos

Betão Liz

Celestino Martins

Unibetão

Rui Claro

Pedro Alves (TPB), Natércia Trindade (Secil), Silke Buss (Buss Comunicação) e Sérgio Lopes (Centro de Vida Independente)
- Mesa Redonda -

Espaço de apresentação das empresas

Networking
Camilo Damião (BASF) e David Martins (Betão Liz)

Arrow
Arrow
Slider

"Queremos ainda promover o Betão como material de construção", referiu ainda João Duarte. O betão é um material omnipresente. Mesmo quando não é visível, ele está nas estruturas que suportam os edifícios e as infraestruturas. "Não consigo imaginar a nossa sociedade atual sem o Betão. Vocês conseguem?

O tema em destaque foi a legislação relativa ao transporte de mercadorias. O setor precisa de uma exceção para o transporte do betão pronto. Rui Claro, da Unibetão e membro do Grupo de Trabalho da APEB para o Transporte, apresentou as limitações dos tempos de condução e as razões porque a legislação não é aplicável ao setor.

A sustentabilidade foi novamente uma aposta para o evento. Chris Clear, da Associação Britânica da Indústria do Betão Pronto apresentou o betão sustentável.

João Duarte antecipou as alterações normativas introduzidas pela nova norma do betão, NP EN 206 (esperada ainda em junho de 2017). As alterações vão afetar todos os intervenientes no processo construtivo: os projetistas, os fabricantes e as empresas de construção e "a APEB está disponível para apoiar todos os que necessitarem de ajuda".

A reabilitação é essencial para manter e renovar o ambiente construído. O aquiteto Jorge Cruz Pinto apresentou a obra de conversão do Palácio do Governador, em Belém, onde o "betão invisível" teve um papel fundamental.

Foram igualmente abordados temas transversais. Micaela Ramos e das suas colegas da Go4 fizeram um workshop sobre liderança e Celestino Martins falou sobre a segurança e saúde no trabalho. 

Para terminar o evento foi organizada uma mesa redonda. O tema escolhido foi o papel do betão na regeneração urbana. Silke Buss, da Buss Comunicação moderou a troca de impressões que se focou na substituição da calçada portuguesa por uma solução em betão desativado.

O Dia do Betão veio para ficar e "já começámos a preparar o Dia do Betão em 2018" disse João Pragosa, Presidente da APEB.

 

APRESENTAÇÕES

Pode fazer o download dos diapositivos utilizados pelos oradores clicando no respectivo título.

Sustainable concrete

Chris Clear - Associação Britânica da Indústria do Betão Pronto

NP EN 206 - O que muda

João Duarte - APEB

Reabilitação urbano-arquitetónica – Palácio do Governador

Jorge Cruz Pinto - JCP+CM

Workshop sobre liderança

Micaela Ramos - GO4

Segurança e saúde no trabalho na indústria do betão pronto

Celestino Martins - Betão Liz

Legislação dos tempos de condução – Travão para o betão pronto

Rui Claro - Unibetão